sexta-feira, 28 de novembro de 2014

MUDARAM AS ESTAÇÕES....E A VIDA CONTINUA...





Minha última postagem foi sobre a viagem maravilhosa que fiz para a Europa...Prometi que iria contar mais da viagem na próxima...me enganei. Se você não conta a uma história bacana de única vez...da próxima vez a história é outra. Né mesmo?....

Mas sabe o que acontece? A vida da gente é muito doida! E desde a minha última postagem muita coisa mudou, se para melhor ou pior, não sei, mudou.
Amigos são pais, pais morrem, casais se separam, viram avós, gays e assim a vida caminha...Enfim, deixando o proselitismo de lado, mudaram as estações e tudo mudou, só não as minhas inquietações! E estas sim, são muitas!

Honestidade não é mérito de ninguém! Você é ou você não é! Todos levamos rasteira diariamente!

Cada vez mais convivo, falo e escuto profissionais dissimuladas. Isso medo, dissimulação virou uma profissão! E quando falo com estas pessoas, o pensamento que me vem a cabeça é sempre um...nascer, crescer e morrer! Puf! Acabou!!!! Essa é a única certeza!

Então, você distinto leitor que é honesto de berço, não se deixe enganar, a vida é tão curta para todos que é uma perda de tempo tentar levar vantagem sobre o outro.

Vá lá e aproveite a vida, porque daqui a pouco você vai estar é debaixo de sete palmos da terra ou na fila do crematório! Pronto falei!

Bom final de semana!

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

VIAJAR É SEMPRE BOM...E A ALMA AGRADECE!




Já estava na hora de atualizar o blog e nada melhor do que contar sobre uma viagem, mais uma inesquecível viagem...

Depois de algumas viagens maravilhosas pelo Brasil, Argentina, Chile e Peru, faltava na minha coleção de carimbos no passaporte, a Europa, sim, o velho continente.

No final de 2013 comecei a me preparar para este desafio...mochilar.

Pensando nisso, comecei meu planejamento. Consultando meu HD de memórias, vieram lembranças de amigos, que foram, voltaram e/ou os que estão por lá! Quando chega a sua vez é diferente? Não, me preparei... li, reli, vi, ouvi, perguntei. Formulei meu roteiro, era a minha primeira grande viagem sem o Guilherme, meu eterno companheiro.

O roteiro começou meu, só meu, até Eliete que canta comigo no CoralUSP XI de Agosto, decidir ir junto, e mais tarde, quase no momento do embarque Guilherme também resolveu ir com a condição de colocar mais passeios...e assim finalizamos o roteiro da nossa viagem à Europa, minha e da Eliete a primeira...

Começando com quatro ( Suiça, França, Praga e Berlim ) e terminando com sete países
( Suiça, França, República Tcheca, Alemanhã, Austria, Holanda, Inglaterra ), roteiro dos três viajantes. 

Lógico que um trem foi incluído para todas as cidades em todos os dias de viagem.

E foi assim, que tudo começou...

E para que essa viagem não fique cansativa, na próxima postagem conto mais um pouco...

Até já!

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

TANGOS E TRAGÉDIAS....SNIF, SNIF, SNIF




Na última sexta-feira, fiquei matutando sobre os valores fundamentais para a construção do caráter do ser humano. Sei que muitos de vocês, necessários e amados leitores, devem estar se perguntando; o que deverá ter acontecido para essa filosófica divagação.
Eu explico: como muitos devem saber, já trabalhei com diversos artistas da música, por conta da minha profissão e cada artista tem seu estilo de sonhar, de pensar, de sofrer.
Lógico que tem os aqueles que você ama, os que se identifica, os que acha o trabalho muito bom, os que você conheceu na sua infância, juventude e sempre admirou e depois que conhece o profissional se frustra e aquele bastante especial, aquele que está sempre pronto para o público, o que faz a platéia rir de tanto chorar trazendo alegria musical, demonstrando um imenso prazer de estar no palco por você e para você dileto leitor. Ter, ver e estar próxima desta que podemos chamar de liberdade ímpar da demonstração de liberdade do respeito e satisfação ao trocar e tocar emoção pura. Sim, esta é a expressão mais concreta de artista. Uso este espaço que é meu para falar, apenas da arte da música, lembrando que outras expressões artísticas, também respeito e gosto. Mas a música é muito diferente...
A muitos e muitos anos, fui apresentada com meus amigos queridos inseparáveis, na época - as irmãs Marcia e Marisa Manfredini, Suemi Matsuzaki, Lauro Lisboa, Guilherme Vidal, Roberto Dalprá e não me lembro quem mais, lembre que essa história foi há muiiiito tempo, há uma dupla de músicos do sul, que estavam em São Paulo para se apresentar no antigo Teatro Mambembe. Para quem nunca ouviu falar, O Mambembe era um teatro de tamanho suficiente para receber pessoas diferenciadas que gostavam de espetáculos diferenciados. Um espaço que deixou saudades e que ficava na Rua do Paraíso, onde hoje é uma maternidade. Enfim, voltando...o sul extremo do Brasil, tem uma rica diversidade cultural, características próprias, por conta da colonização européia e relação próxima com a Argentina e o Uruguai, mas, vamos seguir que eu não estou aqui para aula de história e nem sou credenciada para isso...E meu contato era mais com artistas do eixo Rio - São Paulo - Bahia - Recife - Mato Grosso.

Foi nessa época que fizemos nossa primeiro viagem à Sbórnia e quem estava na nossa viagem, nos aguardando....Tangos e Tragédias.

Para mim, essa primeira viagem foi um passeio inesquecível, descobri uma cultura, a Sborniana, que atiçou mais ainda a minha curiosidade e minha imaginação. E por todos estes anos, visitei a Sbórnia sempre que pude, levando amigos e depois amigos de amigos e estes amigos, convidavam seus amigos e os amigos dos amigos convidavam seus amigos, até que percebi que havia se passado muito tempo e que sempre que apareciam excursões para a Sbórnia, eu dava um jeito de levar mais amigos. E assim, foram sucessivas excursões, excursões e mais excursões.

Passeios inesquecíveis realmente, seu sistema político, sua dança - Copérnico, enfim toda a história.

Quando estava me preparando para mais uma viagem, recebi a notícia que um dos nossos "hostess", foi para outra viagem...

Sim, o querido Nico Nicolaiewsky, que junto com seu companheiro Hique Gomez, nos recebiam com humor, simpatia, irreverência e muito talento quando das nossas visitas à Sbórnia.

E o que a minha viagem tem a ver com o início da postagem? Simples. Tanta gente que merecia estar morto, por diversos motivos, ainda continua a nos importunar e uma alma boa como a do Nico foi embora!

Haverá justiça neste mundo?!?!? Essa é para você pensar.

E quem tiver a curiosidade de conhecer um pouco mais o trabalho maravilhoso da dupla, é só entrar no www.tangosetragedias.com.br e boa viagem!

Lembro tudo isso "...parece como num sonho...eu sinto o galope numa velocidade vertiginosa que tasca o tempo e nos lança numa zona sem fronteiras, onde o princípio e o fim se encontram. Onde o amor e o ódio, a verdade e a mentira o instante e a eternidade são pedaços de um pedaço...de um pedaço... de um pedacinho de um pedaço." - Nico Nicolaiewsky - maestro Pletskaya